Newsday faz seu review do “CAMILA”.

10 jan 2018

Review “Camila”: O poderoso álbum de estreia de Camila Cabello.

CAMILA” LINHA DE FUNDO: Antiga cantora do Fifth Harmony surpreende com um poderoso lançamento solo.

Camila Cabello originalmente planejou chamar sua estreia solo como “The Hurting, The Healing, The Loving”, que estava indo para ser sobre sua luta desde a saída do Fifth Harmony e construído em volta do arruinador single “I Have Questions”. (Pergunta principal: “Por que você não liga?”).

Fato engraçado, entretanto. Como ela trabalhou no álbum no ano passado, empurrada pelo sucesso de suas colaborações “Bad Things” com Machine Gun Kelly e sua Havana com Young Thug, as perguntas não parecem mais ser importantes.

Camila Cabello agora tem respostas. E em sua estreia “CAMILA” (Epic), ela entrega com a confiança e o poder de uma artista com muito mais do que os 20 anos de Cabello sob seu cinto.

A quente “Havana” que paga tributo para a herança cubana de Cabello e agora está no topo dos gráficos pop por sete semanas, fornece um sólida fundação para o resto do “CAMILA” e suas ambições de se estabelecer com uma artista pop de tanto valor como Selena Gomez ou Demi Lovato.

Cabello está em seu pico em seu novo single “Never Be The Same”, que mostra o que a deixa a parte do pacote pop. A maneira como sua soprosa voz quebra ao topo do seu registro quando ela confessa. “Como nicotina, heroína, morfina, de repente eu sou uma viciada e você é tudo que preciso” é a marca de uma artista. O que ela pode rapidamente mudar para sua voz completa para o desesperado refrão, é a marca de uma estrela.

CAMILA” ainda também tem muitos hits para lançar. “She Loves Control” combinando sons latinos com reggaeton e um irresistível refrão. A deliciosa “Into It” passa diretamente para o suave ponto entre o indie-pop retro de Carly Rae Jepsen e a fraseologia inesperada de Sia, uma coisa que revive a maravilhosa balada “Something’s Gotta Give”.

Com “CAMILA”, Cabello prova que ela é uma força para ser contada e está pronta para ser uma das estrelas de 2018.

Nota: 3,5/4.

 

Fonte: Newsday

Tradução e Adaptação: Equipe CCBR.

Comments

comments

COMENTÁRIOS